Aulas da Escola Governador Roberto Silveira serão transferidas para reforma no prédio

Estrutura do antigo colégio Mutirão receberá, temporariamente, 462 estudantes, professores e funcionários

Os 462 estudantes do 1o ao 9o ano, professores, funcionários e equipe diretiva da Escola Municipal de Ensino Fundamental Governador Roberto Silveira, no bairro Kayser, serão provisoriamente transferidos para o prédio do antigo Mutirão Caxias, no bairro Nossa Senhora de Lourdes, a partir do dia 30 de julho. A decisão da Administração será anunciada pela Secretaria Municipal da Educação (Smed) à comunidade escolar em reunião com os pais na noite desta quinta-feira (04/07).

A medida emergencial foi tomada em virtude de problemas estruturais constatados no prédio. “A prioridade da administração é a qualidade da educação, que engloba, evidentemente, um espaço escolar seguro para os estudantes. Como o prédio apresentou problemas estruturais, será necessária uma reforma total, o que implica na transferência dos estudantes para outro espaço escolar”, afirma a titular da pasta, Marina Matiello. A obra prevê o reforço estrutural das fundações e a reforma geral da instituição, que inclui banheiros, pintura, piso e fechamento da quadra de esportes. Após o fechamento do edital, em fase de elaboração, a previsão para o término da reforma é no início do segundo semestre de 2020. O Município investirá aproximadamente R$ 1.280.154,00 na obra.

A Smed disponibilizará o transporte para os estudantes, ainda que no meio urbano, devido à escola estar localizada fora do zoneamento das crianças. Além de 16 salas de aula, a estrutura do prédio oferece laboratório de informática, biblioteca, salas de direção e de coordenação, quadra aberta e ginásio de esportes fechado. “No momento em que é necessário que os estudantes deixem o prédio da escola, buscamos a melhor opção para atender a comunidade educativa. Por isso, decidimos que estudantes serão transferidos para o prédio escolar que é atualmente utilizado, parcialmente, pela Escola Municipal Atiliano Pinguelo”, destaca a secretária da Educação.

Espaços compartilhados

Os espaços do colégio serão compartilhados com os 142 estudantes, professores, funcionários e equipe diretiva da Escola Municipal Atiliano Pinguelo, que ocupa o prédio, também de forma temporária, desde abril deste ano. “Esse compartilhamento será possível devido ao tamanho da área construída. Ocuparemos o prédio de maneira temporária, por isso contamos com a compreensão das comunidades escolares que, em breve, terão espaços mais adequados e seguros”, aponta Marina Matiello. A equipe técnica da Smed está em fase de elaboração do projeto de melhorias na Atiliano Pinguelo, cujo orçamento está estimado em, pelo menos, R$ 1 milhão.

Assessoria de Imprensa – Smed

Galeria de imagens
1 de 4 imagens

Estudantes da Escola Atiliano Pinguelo nos espaços do antigo Mutirão

Foto por Carolina Canton

Estudantes da Escola Atiliano Pinguelo nos espaços do antigo Mutirão

Foto por Carolina Canton

Estudantes da Escola Atiliano Pinguelo nos espaços do antigo Mutirão

Foto por Carolina Canton

Estudantes da Escola Atiliano Pinguelo nos espaços do antigo Mutirão

Foto por Carolina Canton

Galeria de imagens
1 de 6 imagens

Reunião com a comunidade escolar da Governador Roberto Silveira

Foto por Renata Zanatta

Reunião com a comunidade escolar da Governador Roberto Silveira

Foto por Renata Zanatta

Reunião com a comunidade escolar da Governador Roberto Silveira

Foto por Renata Zanatta

Reunião com a comunidade escolar da Governador Roberto Silveira

Foto por Renata Zanatta

Reunião com a comunidade escolar da Governador Roberto Silveira

Foto por Renata Zanatta

Reunião com a comunidade escolar da Governador Roberto Silveira

Foto por Renata Zanatta