Município faz acordo para zerar lista de espera da Educação Infantil até 2024

O tratado foi estabelecido em audiência entre Smed, Juizado da Infância e Juventude e Ministério Público

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) fechou um acordo para o atendimento da demanda da Educação Infantil (zero a cinco anos) no município até 2024. O termo foi estabelecido em uma audiência com o Juizado Regional da Infância e Juventude (JIJ) e o Ministério Público (MP) nesta quarta-feira (15/05). A pauta da reunião foi a ação coletiva para vagas na Educação Infantil que tramita desde 2012.

Na audiência, que vai ao encontro dos esforços do atual governo em zerar o deficit de vagas para a Educação Infantil, ficou acordado que o município deverá destinar 1500 novas vagas ainda este ano, a fim de atender os processos em tramitação judicial, além de garantir, administrativamente, mil vagas por ano para as crianças nesta faixa etária até 2024. A criação destas vagas será por meio de novos credenciamentos e da construção de escolas (já em andamento nos bairros Desvio Rizzo, São Caetano e Nossa Senhora do Rosário). A próxima audiência está prevista para o dia 30 de outubro, quando a Smed deverá apresentar um relatório contendo a listagem nominal das crianças contempladas e daquelas que permanecem em lista de espera. “O município fez esse acordo com o MP e o Juizado por ter, entre as prioridades de governo, o atendimento da demanda manifesta da Educação Infantil. Temos como objetivo atender plenamente a lista de espera, que é histórica em nossa cidade”, destaca a secretária municipal da Educação, Marina Matiello.

Desde o início desta gestão, o número em lista de espera reduziu de sete mil (janeiro de 2017), para cerca de 3.500 crianças (atualmente). A titular da pasta afirma, ainda, que apesar de a Secretaria receber inscrições diariamente, somente em 2019 já foram feitas 3.170 matrículas para a Educação Infantil. “Graças à dedicação da nossa equipe, já conseguimos atender a obrigatoriedade de quatro e cinco anos, e faremos todos os esforços para atingirmos a meta de atendimento de toda Educação Infantil no município. Estamos resolvendo um problema que há, aproximadamente, uma década vem preocupando a população”, conclui.

Prefeitura lança edital para compra de 900 vagas

A Smed publicou edital para a compra de 900 vagas nas escolas de Educação Infantil da rede privada de Caxias do Sul nesta segunda-feira (13/05). As instituições de ensino interessadas têm até o dia 03 de junho para fazer o credenciamento. A partir do segundo semestre, quando as vagas estiverem disponíveis, as famílias das crianças em lista de espera serão contatadas individualmente para a efetivação da matrícula. Até lá, pais ou responsáveis que ainda não fizeram a inscrição, devem se dirigir à Secretaria da Educação (para crianças de zero a três anos) ou à Central de Matrículas (para crianças de quatro e cinco anos).

Do total, 500 vagas serão destinadas para crianças de zero a um ano e 11 meses; 350 vagas para dois a três anos e onze meses; e as outras 50 vagas para crianças entre quatro e cinco anos e onze meses. A maior parte das vagas compradas será parcial (70%) e o restante (30%), integral.

Assessoria de imprensa – Smed

 

Prefeitura de Caxias do Sul lança edital para a compra de 900 vagas na Educação Infantil

Principal objetivo do processo é reduzir o número de crianças de zero a três anos em lista de espera

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) publicou edital para a compra de 900 vagas nas escolas de Educação Infantil da rede privada de Caxias do Sul nesta segunda-feira (13/05). As instituições de ensino interessadas devem fazer o credenciamento até o dia 03 de junho. A prefeitura investirá aproximadamente R$ 5,2 milhões nessa aquisição.

A diretora financeira da Smed, Danúbia Sartor, explica que o chamamento público é direcionado a todas as faixas etárias da Educação Infantil, priorizando crianças de zero a três anos. “Hoje temos poucas crianças em idade obrigatória (4 e 5 anos) fora da escola, mas como recebemos inscrições todos os dias, vamos reservar algumas vagas para essa faixa etária também”, aponta.

Do total, 500 vagas serão destinadas para crianças de zero a um ano e 11 meses; 350 vagas para dois a três anos e onze meses; e as outras 50 vagas para crianças entre quatro e cinco anos e onze meses. A maior parte das vagas compradas será parcial (70%) e o restante (30%), integral.

Ainda de acordo com a diretora financeira, entre fevereiro e março deste ano, a Smed já encaminhou cerca de 2,8 mil crianças da Educação Infantil para as escolas. “A lista de espera hoje conta com três mil crianças. Estamos fazendo esse esforço exatamente para reduzir o número o mais rápido possível. Já contamos com a parceria de muitas escolas particulares e esperamos que outras também façam adesão”, declara.

O edital está disponível no site da prefeitura www.caxias.rs.gov.br, em Central de Licitações, no link Consulta de Licitações.

Assessoria de Imprensa – Smed

Escola Municipal Alfredo Peteffi realiza a Semana da Matemática

Evento busca motivar todos os estudantes à compreensão das ciências exatas

Para marcar o Dia Nacional da Matemática, comemorado nesta segunda-feira (06/05), a Escola Municipal Alfredo Belizzario Peteffi, no bairro Presidente Vargas, realizará, até sexta-feira (10/05), uma semana de atividades lúdicas, jogos pedagógicos e construções geométricas. No sábado, os trabalhos realizados pelas turmas estarão expostos para a comunidade escolar.

Os estudantes do 8º ano participam de oficinas de jogos digitais, além da construção de uma bola de futebol inspirada na bola desenvolvida para a Copa de 1970. A bola é um icosaedro truncado, um sólido geométrico. Já as turmas de 9º ano trabalham a educação financeira por meio de jogos como o Banco Imobiliário. Os estudantes também construíram uma Pipa Tetraédrica, modelo desenvolvido por Grahan Bell, cientista conhecido pela invenção do telefone. Pelos corredores da escola estão espalhados desafios lógicos para todos os estudantes, com diferentes níveis de dificuldade, adequados a cada faixa etária.

Para a professora Daniela Bevilaqua, organizadora da Semana da Matemática, o estudo significativo da Matemática contribui para a participação efetiva dos estudantes nas aulas e as atividades lúdicas e os jogos contribuem para a motivação da turma. “As atividades também mostram a importância da compreensão das ciências exatas para o dia a dia, como a utilização do sistema monetário, e para o desenvolvimento de novas tecnologias, sejam no esporte ou em sistemas aerodinâmicos”, aponta.

A estudante do 9o ano Camila Marin afirma estar gostando das atividades, pois enxerga uma oportunidade de novas aprendizagens. “Parece que o tempo passa mais rápido. E a gente aprende coisas novas, diferentes”, declara.

Ainda de acordo com Daniela, as atividades propostas incentivam a criatividade dos estudantes para solucionar os desafios, superando práticas de reprodução de conteúdo. “Matemática é sobre resolver problemas, sejam do mundo real ou abstratos. Por isso, devemos oferecer ao nossos estudantes diversas oportunidades de discutir problemas e criar alternativas de resolução, com autonomia e criatividade”, explica.

O Dia Nacional da Matemática foi instituído pela Lei nº 12.835, de 26 julho 2013. A data homenageia o nascimento de Júlio César de Melo e Souza, mais conhecido como Malba Tahan, autor de diversas livros, como O Homem que Calculava.

Assessoria de Imprensa – Smed

Fotos: Divulgação