Escola Municipal Luiza Morelli realiza Olimpíadas Coloniais como projeto de Festa da Uva

Proposta do projeto foi promover a integração das crianças da Educação Infantil ao 2º ano

Considerando a Festa da Uva um dos maiores eventos da cidade, a Escola Municipal Luiza Morelli decidiu trabalhar a festa em um  projeto com 59 estudantes de cinco a sete anos, das turmas de Educação Infantil ao 2º ano. A proposta foi promover a integração das crianças em diferentes faixas etárias, além do conhecimento sobre a história e as tradições dos imigrantes italianos, resgatando raízes e valorizando o trabalho das famílias de meio rural.

As atividades foram trabalhadas de formas diferentes em cada turma. Na Educação Infantil, as crianças puderam degustar uvas, confeccionar um cacho de uva da turma usando a técnica do alinhavo e fazer um cacho coletivo utilizando massinha de modelar comestível com cheiro de uva. Já no 1º ano, os estudantes trabalharam com a música-tema “Viva uma Bela Gionarda”, montaram um cacho de uva colorindo de verde e roxo, degustaram três tipos de uva diferentes, estudando quantos grãos existem em cada cacho. A turma ainda preparou um bolo de uva, construíram um jogo com o tema da fruta e estudaram curiosidades sobre os cachos.

Já os estudantes do 2º ano estudaram mais a fundo sobre a história da festa, realizaram atividades de escrita com a palavra uva, confeccionaram grãos com papel crepom e um imã de geladeira. A escola também organizou uma atividade para que todas as turmas trabalhassem juntas na aula de Educação Física: as Olimpíadas Coloniais. Na competição, tinham atividades de arremessar queijo, plantar milho, produção de biguli, esmagar uvas, acertar o salame e a corrida de cariola readaptadas para as crianças.

Para finalizar o projeto, os estudantes também participaram de atividades na aula de Artes e em Tecnomídias. “As atividades foram muito legais, muito divertidas. Como sou nova na escola, foi um momento de conhecer não só os colegas da minha turma, mas também os colegas das outras turmas, além de conhecer coisas bem legais da nossa festa e da nossa cidade”, comenta a estudante do 2º ano, Júlia Schmaedeke Brisotto.

Assessoria de Imprensa – Smed

Fotos: Divulgação