Smed disponibiliza 2 mil ingressos da Festa da Uva para estudantes do Município

Iniciativa oportuniza passeios conforme inscrição das escolas interessadas

A Secretaria Municipal da Educação (Smed), em parceria com a Festa da Uva 2019, disponibilizou 2 mil ingressos para estudantes da rede municipal de ensino. Os passeios foram organizados pelas escolas interessadas, que se inscreveram para retirar os ingressos disponíveis. Nesta terça-feira (26/02), por exemplo, estiveram no evento 100 alunos da Escola Municipal Carlin Fabris, do bairro Desvio Rizzo, e 230 da Escola Municipal Ramiro Pigozzi, do loteamento Arcobaleno, bairro Esplanada. Ambas as turmas contavam com estudantes do 1º ao 5º ano.

A professora Gislaine Freitas, da escola Carlin Fabris, afirma que a Festa da Uva também é trabalhada em sala de aula. “É muito importante prestigiar maior o evento da nossa cidade. Ver de perto é sempre diferente de falar na escola. A prefeitura possibilita uma grande oportunidade a eles, já que muitos não viriam se não fosse a doação desses ingressos”, salientou. A estudante Jennifer Zanella Noronha, de 9 anos, estava ansiosa para que o passeio chegasse. “Eu nem dormi essa noite. Eu queria muito comer uvas e elas estão bem doces. Eu só tinha vindo quando era menor”, conta a menina.

Vânia Canuto Echer, coordenadora da tarde da escola Ramiro Pigozzi, acredita que a iniciativa promova uma valorização da cidade junto aos pequenos. “Precisamos envolvê-los além da sala de aula, usar espaços educativos diferentes. Ter os ingressos é uma bênção para eles. Precisamos levar os estudantes para outros ambientes, porque o aprendizado não se faz apenas na escola”, comentou.

Para a secretária da Educação, Marina Matiello, as visitas oportunizam conhecer a cultura da cidade e despertam o sentimento de pertencimento dos estudantes a essa celebração. “É gratificante ver professores e estudantes envolvidos e aprendendo através da experiência e da emoção de participarem da Festa, que é de todos”, ressaltou.

Todos os ingressos disponíveis já foram distribuídos, conforme organização das escolas. A partir dessas inscrições, foram agendadas visitas até 6 de março.

Assessoria de Imprensa – Smed

Fotos: Luciane Modena 

Prefeito Daniel Guerra assina ordem de início de obra na Escola Infantil Crescer e Aprender

Com reforma geral, prédio no Santa Lúcia Cohab passará a atender mais de 130 crianças de 0 a 5 anos

O prefeito Daniel Guerra assinou nesta segunda-feira (25/02) a ordem de início de uma obra na Escola de Educação Infantil Crescer e Aprender, no bairro Santa Lúcia Cohab. A reforma geral prevê melhorias na parte estrutural, elétrica e hidráulica. Atualmente, a escola de gestão compartilhada atende as crianças em dois prédios alugados no bairro Cinquentenário. A obra custará R$ 826.333,35 ao Município, com previsão de entrega para o final deste ano e início do atendimento para o ano letivo de 2020. Após a reforma, a escola oferecerá sete salas de aula, banheiros, cozinha e refeitório. A estruturá terá capacidade para abrigar 96 estudantes em turno integral ou até 130 crianças em turno parcial e integral.

Após a constatação de problemas estruturais, a escola foi fechada em 2014, com defeitos principalmente no telhado e na parte elétrica. No ano seguinte, a empresa vencedora da licitação deu início a uma reforma. Porém, a empreiteira abandonou a obra em 2016, resultando em rescisão de contrato com o Município. Ao assumir a administração municipal, em 2017, a Secretaria Municipal da Educação (Smed) deu sequência à penalização da empresa. Com a conclusão dos procedimentos, foi possível elaborar e licitar um novo projeto. O contrato com a vencedora foi finalizado na última sexta-feira (22/02).

Atualmente, a Crescer a Aprender I atende 56 estudantes de zero a três anos em turno integral, enquanto a Crescer e Aprender II atende 29 estudantes de quatro anos em turno integral e 34 de cinco anos em turno integral e parcial. Para o chefe do Executivo, além de resolver um problema importante, a obra ajuda a solucionar o deficit de vagas na Educação Infantil. “É a prova de que o nosso compromisso é com a educação. Além da construção de novas escolas, buscamos resolver situações da comunidade que foram abandonadas”, declara.

De acordo com a secretária municipal da Educação, Marina Matiello, após a entrega da obra, a Smed deve avaliar as atividades nos prédios no Cinquentenário de acordo com a demanda na região. “Além de trazer os estudantes que hoje estão na Crescer e Aprender I e II para cá, temos a ideia de ampliar as vagas nesses prédios locados para outras crianças”, afirma. “Buscamos resolver essa situação desde o momento em que assumimos a administração, com muito empenho. Fizemos todos os movimentos possíveis, e foi preciso finalizar uma questão para dar início àoutra etapa, com uma nova construtora. Uma escola desse tamanho, fechada por tanto tempo, é algo injusto com a nossa comunidade. A Smed está feliz em poder retomar essa obra e finalmente trazer os estudantes para cá”, destaca.

Além do prefeito e da secretária da Educação, estavam presentes no ato de assinatura o chefe de Gabinete, Chico Guerra, o titular da Coordenadoria de Relações Comunitárias, Claudir Bittencourt, o engenheiro civil Rodrigo Montemezzo e o engenheiro elétrico Vinícius D’Agostini, além da diretora pedagógica da Smed Flávia Mores e da gerente pedagógica Magali Rossi.

Assessoria de Imprensa – Smed

Fotos: Renata Zanatta

Rainha e princesas da Festa da Uva visitam Escola Municipal Cidade Nova

Encontro com estudantes marca início do ano letivo e primeiro aniversário da instituição

Foi com brilhos nos olhos e muito carinho que os estudantes da Escola Municipal Cidade Nova receberam a rainha e as princesas da Festa da Uva 2019. O trio de soberanas visitou a instituição na tarde desta quarta-feira (20/02), marcando o início do ano letivo e também o primeiro aniversário da escola, celebrado no dia 19 de fevereiro.

A rainha Maiara Perottoni e as princesas Milena Remus Caregnato e Viviane Piamolini Gaelzer passaram nas turmas para divulgar a Festa e conversar com alunos e professores. Para Eduarda Lira de Oliveira, estudante do 6º ano, a visita foi uma grande surpresa. “Eu sempre acompanhei a Festa, mas agora a rainha e as princesas estão na minha frente. Eu adorei! Eu estava ansiosa pela Festa da Uva e, com certeza, vou participar”, declara. Eduarda estuda na escola desde a sua inauguração, em 2018. “O ano passado foi ótimo! Para este ano, espero coisas mais legais ainda, porque todos colaboram para tornar a escola um lugar cada vez melhor”, comenta.

José Cleber Pozzenatto, vice-diretor da tarde, concorda com a estudante. “Estamos com uma expectativa muito boa com relação ao ano que está iniciando. Espero que possamos sempre melhorar, tanto a qualidade da nossa estrutura, quanto nas questões pedagógicas. A escola é nova e ainda está formando sua identidade, com os diferentes perfis de estudantes que atendemos”, aponta. De acordo com ele, a visita do trio de soberanas da Festa da Uva também é um marco para a instituição. “Essa alegria das crianças com a oportunidade de conhecer e abraçar a rainha e as princesas vai ficar para a história da escola”, conclui.

Sobre a EMEF Cidade Nova

A EMEF Cidade Nova, inaugurada no dia 19 de fevereiro de 2018, atende a comunidade da Zona Oeste de Caxias do Sul e conta, atualmente, com cerca de 375 estudantes matriculados. A equipe é composta por 32 professores e quatro funcionários. A estrutura, que possui características sustentáveis como captação da água da chuva, separação do lixo, composteira e bicicletário, abriga quatro turmas de Educação Infantil (quatro e cinco anos), três turmas do 1º ano do Ensino Fundamental, duas turmas do 2º ano e uma turma para cada etapa, do 3º ao 8º ano. A instituição também oferece laboratórios, refeitório, quadras de esporte e acesso para pessoas com deficiência.

Assessoria de Imprensa – Smed

Fotos: Mateus Argenta