Smed orienta comunidade sobre o período de matrículas para a Educação Infantil

Responsáveis devem estar atentos às diferenças nos prazos entre as escolas da rede municipal (EMEFs) e as escolas da gestão compartilhada (EEIs)

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) encaminhou, de novembro até a primeira quinzena de dezembro, 795 crianças de zero a três anos, das 3.102 inscritas, para a matrícula na escola de Educação Infantil (EEI) escolhida pelos pais ou responsáveis. Aqueles que já foram chamados, mas que ainda não realizaram a matrícula, devem se dirigir até a instituição designada a partir do dia 1º de fevereiro, quando essas escolas, que têm gestão compartilhada, retomam as atividades.

De acordo com a titular da pasta, Marina Matiello, o intuito é de que essas crianças iniciem o ano letivo de 2019 no dia 05 de fevereiro nas EEIs do Município. “É importante lembrar que apenas a matrícula garante a vaga, por isso os responsáveis devem se dirigir até a escola designada com os documentos necessários”, reforça.

Na escola, para efetuar a matrícula, é necessária a entrega de uma cópia de cada um dos seguintes documentos: carteira de vacinação, carteira do SUS, comprovante de residência, certidão de nascimento da criança, RG e CPF da criança (se houver) e dos responsáveis, comprovante de renda dos responsáveis, cartão do Bolsa Família (se beneficiada) e receita do antitérmico indicado pelo pediatra da criança.

O chamamento é feito através de contato telefônico com o número deixado pelo responsável no momento da inscrição. A ordem dos encaminhamentos é de acordo com o grau de vulnerabilidade social. Quando é realizado o contato, a família se dirige até a Smed, por meio de agendamento de horário, e posteriormente até a escola.

Devido à obrigatoriedade da educação para crianças a partir dos quatro anos, a Smed priorizou, a partir da segunda quinzena de dezembro, as designações das cerca de 5 mil crianças de quatro a seis anos inscritas para vagas nas escolas municipais de Ensino Fundamental (EMEFs) e nas EEIs da gestão compartilhada. Desde o dia 2 de janeiro, a secretaria dá seguimento ao chamamento das crianças de zero a cinco anos inscritas na Educação Infantil cujas famílias ainda não foram contatadas.

A lista com a relação das 4,8 mil crianças de quatro a seis anos contempladas com vagas nas escolas da rede municipal (EMEFs)está disponível no site da Secretaria Estadual da Educação (www.educacao.rs.gov.br), no link “Consulta de Candidato”. Para essas,os responsáveis devem realizar as matrículas no período entre 2 e 18 de janeiro, com a documentação exigida (certidão de nascimento, comprovante de residência e documento do responsável), na secretaria da escola designada das 8h às 12h, horário de funcionamento das instituições durante as férias escolares.

A secretária da Escola Municipal Arnaldo Ballvê, Cristina Ramos Matias, conta que já recebeu cerca de 20 matrículas, desde o dia 2. “Tem sido um processo bem tranquilo. Os responsáveis chegam com um bilhete, que receberam da Central de Matrículas, com algumas orientações básicas. E, caso as famílias tiverem dúvidas, também podem nos ligar”, destaca.

Segunda etapa

A segunda etapa das inscrições (atenção: inscrição é diferente de matrícula!) ocorre entre os dias 7 e 18 de janeiro e será direcionada para transferências do Ensino Fundamental, do 2º ao 9º ano, e para quem perdeu o prazo da primeira etapa. A inscrição pode ser realizada nas secretarias das escolas públicas, na Central de Matrículas (Av. Júlio de Castilhos, nº 2555) ou pelo site da Secretaria Estadual da Educação. Os documentos necessários são: certidão de nascimento, documento do responsável, comprovante de endereço e, para as transferências, atestado de escolaridade. No dia 25 de janeiro, será divulgado o resultado dessas novas designações. As matrículas poderão ser feitas no período entre 28 de janeiro e 8 de fevereiro.

Assessoria de Imprensa – Smed