Smed reforça diálogo com Sindilimp sobre atraso nos pagamentos de funcionárias terceirizadas

Em reunião, Município se colocou à disposição para prestar auxílio às profissionais da empresa Job

Representantes da Secretaria Municipal da Educação (Smed) participaram de uma reunião, na terça-feira (11/12), na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza (Sindilimp). No encontro, a secretaria foi comunicada oficialmente dos atrasos nos pagamentos do 13º salário e das férias, referente ao mês de dezembro, das funcionárias da empresa Job que presta serviços de higienização à Smed.

Desde o início do contrato, em 2014, a secretaria tem feito reuniões periódicas com a empresa para notificar sobre problemas existentes no cumprimento do acordo estabelecido. O Município já abriu um processo de apuração de irregularidades por parte da Job. O contrato entre as partes está sendo analisado, assim como a necessidade de emitir advertência ou multa para a empresa. Desde o dia 05 de dezembro, o atraso no pagamento do 13º e das férias também foi adicionado ao processo. Por isso, o Sindilimp entrou com uma ação na Justiça cobrando o pagamento do 13º salário e a decisão foi favorável ao bloqueio de valores da empresa. Por isso, parte do próximo repasse da Smed será depositado em juízo e liberado ao Sindicato, que ficará responsável por efetuar o pagamento do 13º salário dos funcionários.

Segundo Danúbia Sartor, diretora financeira da Secretaria da Educação, o Município realiza os pagamentos em dia de acordo com a data preestabelecida no contrato com a empresa. “Nesta quinta-feira, haverá uma assembleia entre funcionárias e o Sindilimp para explicar o andamento da situação. O Município se coloca à disposição para prestar auxílio às profissionais junto à empresa terceirizada”, afirma.

A titular da Smed, Marina Matiello, que também participou da reunião, reforçou o compromisso do Município em garantir o serviço nas escolas. “A Secretaria da Educação é parceira e estamos buscando garantir os direitos das funcionárias, vinculadas à empresa terceirizada, que são fundamentais para a rotina escolar. Também reforçamos que o Município está com todos os repasses financeiros atualizados e que esperamos que a empresa possa honrar com o cumprimento do contrato”, afirmou a secretária.

O contrato com a Job se encerra em março de 2019 e uma licitação será aberta para contratação de uma nova empresa.

Assessoria de Imprensa – Smed