Smed premia vencedores do V Concurso Anual de Vídeos Cipave

Tema deste ano foi o protagonismo da paz nas escolas

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) realizou a cerimônia de premiação do V Concurso Anual de Vídeos Cipave nesta quinta-feira (06/12), no Centro de Cultura Ordovás. Ao todo, seis escolas municipais participaram: Bento Gonçalves da Silva, Érico Cavinato, João de Zorzi, Renato João Cesa, Luiz Covolan e Professor Nandi. O tema deste ano foi o protagonismo da paz nas escolas. Os critérios para avaliação contemplaram a abordagem do tema, originalidade, criatividade e contemporaneidade da abordagem. O público assistiu a todos os vídeos produzidos pelos alunos.

O prêmio de primeiro lugar foi para a Escola Renato João Cesa, com a produção “Em Busca da Paz”. O segundo e terceiro lugar foram para Érico Cavinato e Professor Nandi, respectivamente, com as produções “#SejaaDiferença” e “Melhor Caminho”. Além disso, também houve premiação para a categoria de melhor cartaz. Em primeiro lugar ficou a Escola João de Zorzi, com “Seja Esperto, Faça Correto”, seguido pelas escolas Érico Cavinato e Luiz Covolan (“Todos Pela Paz”) com o segundo e terceiro lugares.

Outra categoria de premiação foi uma menção honrosa para vídeo e para cartaz. A Escola Bento Gonçalves da Silva foi homenageada pela contemporaneidade da abordagem e linguagem gráfica da sua produção, “Setembro Amarelo”. A Escola João de Zorzi, por sua vez, recebeu pela clareza da comunicação e coerência da narrativa.

O professor Josias Silveira da Silva, supervisor do vídeo produzido pelos estudantes da escola Renato João Cesa, ficou satisfeito com o resultado do trabalho. “Agradecemos a Cipave pela iniciativa, propondo um assunto que permite a todos refletir sobre as nossas ações e as reações. Esse trabalho não foi realizado sozinho e espero que ano que vem continue”, declara.

De acordo com Madalena Quadros, assessora pedagógica referência da Cipave, a solenidade de premiação foi a culminância de várias ações desenvolvidas pelas Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar na construção de uma cultura de paz. “O tema foi muito bem acolhido e desenvolvido por estudantes e professores da rede. Inicia-se, dessa forma, um processo de maior conscientização do papel de cada um na transformação da realidade”, aponta.

Alexandra Mugnol, assessora pedagógica da Smed e mestre em comunicação, afirma que os estudantes dedicaram-se ao desafio. “Por que não (con)viver? O convite realizado às escolas foi aceito, respondido/questionado com muita criatividade e empenho. Sendo as linguagens midiáticas indissociáveis do cotidiano, os estudantes se desafiaram a roteirizar, produzir, dirigir, atuar, editar e conviver. No entrecruzamento de várias formas de expressão, foram protagonistas na vida e na arte”, expõe.

Assessoria de Imprensa – Smed

Fotos: Carolina Canton