Escolas do município desenvolvem projetos de ensino com metodologia de expedição investigativa

Programa “A União Faz a Vida” oferece suporte pedagógico a professores

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) aderiu, no ano letivo de 2018, ao programa “A União Faz a Vida”, uma iniciativa da Sicredi Pioneira RS em parceria com as secretarias de Educação do Estado. O trabalho nas escolas é desenvolvido por meio de uma metodologia chamada de expedição investigativa, que equilibra a intenção pedagógica do professor com o interesse dos alunos. As escolas Santa Lúcia e Sete de Setembro participaram do programa, que deve ser oferecido no próximo ano para outras escolas da rede.

De acordo com Priscila Pasinato Pontes, professora dos anos iniciais na escola Santa Lúcia, o projeto “A Gigante dos Mares” foi desenvolvido no decorrer do segundo semestre com os estudantes do primeiro ano. A pergunta exploratória “Qual é o maior animal do mundo?” norteou os trabalhos. “Esse projeto foi uma experiência surpreendente e gratificante. No início, havia uma desconfiança de que seria difícil com a metodologia do Programa União Faz a Vida, mas ele se mostrou um meio muito eficaz para promover a autonomia e o protagonismo dos alunos”, aponta. Além de favorecer atividades lúdicas, a interdisciplinariedade e a pesquisa com a participação de toda turma, o trabalho teve grande importância profissional para a professora. “O projeto proporcionou a escrita e a reflexão sobre as práticas pedagógicas”, declara.

Rosana Cardoso Vieira, professora de História na Escola Sete de Setembro, explica que o projeto “Sete de Setembro, uma longa história…” foi desenvolvido com os estudantes do 8º ano a partir da curiosidade da própria turma, demais professores e equipe diretiva em conhecer a trajetória da instituição. “Não foi uma tarefa fácil, porque a turma é grande, de 30 alunos. Mas foi uma experiência encantadora! As descobertas, os questionamentos, todos envolvidos, inclusive as famílias… Acompanhar essa maturidade deles foi gratificante”, afirma. Ainda de acordo com a professora, o trabalho teve início ainda no final do primeiro semestre. “A posição deles com relação à escola e aos outros alunos mudou. Fizeram a apresentação para toda comunidade escolar no dia 29 de outubro”, expõe.

O programa
A iniciativa do Sicredi Pioneira RS foi idealizada em 2000, com o principal objetivo de oportunizar aos professores um suporte pedagógico e, aos alunos, a construção e a vivência da cooperação e da cidadania. Para desenvolver a metodologia de projetos por expedição investigativa, as escolas recebem o auxílio dos assessores pedagógicos do programa através de formações. Atualmente, 122 escolas de 18 municípios do Rio Grande do Sul participam do projeto.

Revista A União Faz a Vida
Os projetos desenvolvidos com o auxílio das professoras Priscila e Rosana foram selecionados para publicação na revista do programa, que contempla as escolas de todas as cidades gaúchas participantes. O evento de lançamento da revista ocorreu na última semana, no Hotel Vila Verde, em Nova Petrópolis.

Para Priscila, a cerimônia de lançamento também foi muito importante. “Foi um momento de valorização profissional. Recebemos a revista com os projetos publicados, foi feita uma homenagem aos professores, às equipes diretivas e a todos que se envolveram. Ao mesmo tempo, incentivou as escolas para que continuem se envolvendo, já pensando no próximo ano”, expõe. Segundo Rosana, a valorização pedagógica é essencial. “Recebemos formação na escola e acompanhamento durante todo ano, que culminou nesse evento. Me senti valorizada por ter o nosso projeto selecionado”, declara.

Assessoria de Imprensa – Smed

A professora Rosana

A professora Priscila 

Fotos: Divulgação