Aluno de Escola Municipal Zélia Rodrigues Furtado é destaque em Jogos Olímpicos

Wesley Moraes Velho já participou de campeonatos em São Paulo e Buenos Aires

A modalidade BMX Freestyle Park do ciclismo é uma das novidades que tem se destacado no esporte. O radicalismo com a bicicleta é uma das disciplinas que os Jogos Olímpicos da Juventude engloba como categoria e é o desporto em que Wesley Moraes Velho, de 17 anos, aluno do 9º ano da Escola Municipal Zélia Rodrigues Furtado, tem sido reconhecido.

O adolescente treina desde os 11 anos e vem aperfeiçoando cada vez mais suas habilidades na bike. Quando participou de um campeonato brasileiro em São Paulo no início do ano, assessorado pela Confederação Brasileira de Ciclismo, foi medalhista e conseguiu a oportunidade de se inscrever para as Olimpíadas. Em setembro, foi escolhido como representante da categoria do Rio Grande do Sul para participar dos Jogos Olímpicos da Juventude 2018 em Buenos Aires, na Argentina. Voltou para casa com a colocação de 8º lugar.

O seu próximo passo será em fevereiro de 2019, quando passará 20 dias nos Estados Unidos. “É um treinamento intenso para nos prepararmos para as Olimpíadas de 2024 em Tokyo. Pretendo me focar ao máximo e quero isso como minha carreira. É um esporte que eu gosto desde criança e a partir de agora quero crescer mais”, afirma Wesley.

O aluno entrou na Escola Zélia Furtado em 2016, quando se mudou para o bairro Nossa Senhora do Rosário. “Ele veio para cá e já era ciclista. Descobrimos essas habilidades quando ele foi trazendo as notícias e os troféus. Desde então, a gente procura auxiliar de todas as maneiras possíveis. No processo de obtenção do visto para ele conseguir viajar ano que vem, a escola se envolveu bastante. Queremos sempre ser um refúgio para os nossos alunos”, afirma Marcos Pagani, diretor da instituição.

O estudante conta que recebe muito incentivo dos pais e da escola para continuar treinando e seguindo a carreira no esporte. No próximo ano, Wesley deixará a rede municipal para cursar o Ensino Médio, oferecido na rede estadual. “Ficamos tristes que ele vá se formar e sair da nossa escola, mas a alegria é maior sabendo que está bem encaminhado e que terá muito sucesso. E ainda ficamos muito felizes que ele tenha descoberto o seu caminho, suas habilidades, e que a gente ajudou indiretamente na sua formação”, completa Marcos.

Assessoria de Imprensa – Smed 
 
 
Fotos: Carolina Canton 
 
Fotos: Divulgação